fbpx

CPI da Covid é instalada, e vai investigar governo federal e recursos enviados aos Estados

CPI da Covid é instalada, e vai investigar governo federal e recursos enviados aos Estados

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado.

Blog da Mara com informações da Agência Senado 

Os mais cotados para presidir e relatar a CPI são os senadores Tasso Jereissati (PSDB) e Renan Calheiros (MDB), ambos de oposição ao presidente Jair Bolsonaro

Como estava previsto, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), leu na sessão desta terça-feira, 13, requerimento de criação da CPI da Covid, cumprindo ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso.

O presidente Jair Bolsonaro conseguiu incluir no escopo das investigações os repasses de recursos federais para Estados e municípios, ampliando o alcance da CPI.

O governo federal, no entanto, corre o risco de não ter o controle da maioria dos integrantes da CPI. Nessa disputa, o grupo que conquistar a hegemonia terá poder para eleger o presidente da CPI e indicar o seu relator.

A composição já definida pela maioria das bancadas não agradou totalmente ao governo, que esperava grupo mais amigável. Até agora, o nome mais cotado para presidir a CPI é o do senador Tasso Jereissati(PSDB-CE). Renan Calheiros (MDB-AL) deve ser indicado para relator. Os dois fazem oposição a Bolsonaro.

Antes resistente a um impeachment de Bolsonaro,  Jereissati passou a admitir a possibilidade, e chegou a dizer em uma entrevista: “O presidente Bolsonaro não tem jeito. O problema dele é médico. É psiquiátrico, não é um problema político.”

O adiamento ao máximo o início dos trabalhos da CPI é estratégia do governo, condicionando as reuniões ao retorno dos trabalhos presenciais.

CPI da Covid-19 no Senado, conforme definição das bancadas:

Titulares:

  1. Eduardo Braga (MDB-AM)
  2. Renan Calheiros (MDB-AL)
  3. Ciro Nogueira (PP-AL)
  4. Otto Alencar (PSD-BA)
  5. Omar Aziz (PSD-AM)
  6. Tasso Jereissati (PSDB-CE)
  7. Eduardo Girão (Podemos-CE)
  8. Humberto Costa (PT-CE)
  9. Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
  10. Indefinido (DEM-PL-PSC)
  11. Indefinido (DEM-PL-PSC)

Suplentes:

  1. Jader Barbalho (MDB-PA)
  2. Angelo Coronel (PSD-BA)
  3. Marcos do Val (Pode-ES)
  4. Rogério Carvalho (PT-SE)
  5. Alessandro Vieira (Cidadania-ES)
  6. Indefinido (MDB-PP-Republicanos)
  7. Indefinido (DEM-PL-PSC)

Deixe um comentário

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print