Sucesso na gestão e desgaste de lideranças levam à candidatura única

Sucesso na gestão e desgaste de lideranças levam à candidatura única

Entrevista: Delegado Arismar, prefeito de Pimenta Bueno

O prefeito Arismar Araújo de Lima, de Pimenta Bueno, é o mais sortudo dos candidatos a prefeito em Rondônia. Basta apenas o voto dele mesmo para ser reeleito. Não há concorrentes na cidade de 36.881 habitantes, que vivencia novos tempos. O prefeito acha bem estranha a situação, mas o importante, ressalta, é que a candidatura se “construiu dentro de um ambiente democrático”.

O delegado Arismar atuou como delegado durante 15 anos, e na Polícia Civil iniciou como escrivão.Ele conta com o apoio de 6 partidos, alinhados à direita, centro e centro-esquerda. No Brasil, existem mais de 100 cidades com um único candidato a prefeito, existindo várias razões para que isso aconteça, e a legislação exige que mesmo assim ocorra a eleição.  Ele falou ao Blog da Mara sobre  porque deixou o PSL e qual seu maior legado para a cidade até agora:

Blog da Mara – Acredito que é inusitada, em Rondônia, uma disputa municipal com apenas um candidato. Como o Senhor se sente competindo consigo mesmo?

Delegado Arismar – É bem estranha a situação, mas o importante é que ela se construiu dentro de um ambiente democrático. É certo que o sucesso da gestão contribuiu para que isso ocorresse, as possibilidades de um outro candidato vencer eram consideradas baixas, mas tivemos outros fatores também: o desgaste dos grupos políticos tradicionais talvez tenha sido o mais importante, aliado ao fato da esquerda não ter conseguido se aglutinar.

Blog da Mara – Então ocorreu amplo acordo para conduzi-lo à reeleição.  Havendo acordo, em que bases ele aconteceu?

Delegado Arismar – É normal que políticos que comungam do mesmo pensamento, dos mesmos projetos, tendam a ser aproximar. Um grupo político está se formando em torno do que estamos projetando para Pimenta Bueno. Então sim, tivemos adesões para o nosso projeto, mas dentro dos princípios da boa política, sem loteamento de cargos, ou qualquer acordo não-republicano.

Blog da Mara – Como se processa a eleição – o voto e o resultado – se não há disputa entre candidatos?

O prefeito atribui o resgate da confiança como um dos maiores êxitos da gestão.

Delegado Arismar – Basta apenas 1 voto válido para que eu seja eleito, pois os nulos e brancos não são computados. Contudo, temos regras eleitorais a serem cumpridas, e é uma legislação bastante exigente, sobretudo para quem já está no poder, quem busca a reeleição, então temos também que observar tudo isso para que não percamos para nós mesmos.

Blog da Mara – O senhor foi eleito em 2016 pelo PSL, partido que elegeu o presidente da República, e da mesma forma que Jair Bolsonaro o senhor deixou o partido. Está no Patriota e conta com o apoio do PSL na eleição. Por qual razão aconteceu a mudança de partido?

Delegado Arismar – No meu caso eu segui os passos do meu líder maior, Bolsonaro. Ele e o governador Marcos Rocha deixaram o partido, eu não poderia deixar de fazer o mesmo. Tenho bons amigos no PSL, e bom trânsito com os atuais dirigentes, minha saída da legenda foi plenamente entendida por eles.

Blog da Mara – Quais são os compromissos de campanha que o senhor conseguiu executar e os que não conseguiu, e quais são seus objetivos em um segundo mandato?

Delegado Arismar – Confiança. O resgate da confiança na nossa cidade foi isso o que buscamos, e conseguimos. Hoje nossa população acredita que podemos ser maiores e melhores. Empresas estão se expandindo, outras chegando. Temos emprego aqui. As pessoas passaram a acreditar que através de uma política séria pode-se fazer muito.

Conseguimos ajustar nosso sistema de saúde e a cidade não tem mais buracos nas suas vias.

Estamos estruturando nossas escolas e fomos o primeiro município em Rondônia a pagar o aumento do piso salarial federal deste ano aos professores. Muitas obras estão em andamento e outras por vir. Estamos planejando nossa cidade para que seja atrativa para investimentos e com qualidade de vida.

Blog da Mara – O senhor é delegado de polícia, bem avaliado na segurança pública.  Se aventurar na política tem trazido compensações ou apenas dores de cabeça? Qual avaliação que o senhor faz deste período na prefeitura?

Delegado Arismar – Eu passei toda minha vida adulta dentro da polícia, iniciei aos 18 anos. Eu me preparei para ser policial, eu realmente busquei ser um bom policial. Mas decidi finalizar esse ciclo na minha vida. Acreditei na política a partir da candidatura do Bolsonaro à presidência, e isso me trouxe novamente empolgação. Quero ser um bom político, um bom prefeito. Prefeitura tem seus problemas, mas muita coisa boa está acontecendo, estou feliz e certo de que vamos conseguir melhorar a vida das pessoas em Pimenta Bueno.

Deixe um comentário

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print