fbpx

Confúcio Moura pede saída de Ricardo Salles do Ministério de Meio Ambiente

Confúcio Moura pede saída de Ricardo Salles do Ministério de Meio Ambiente

O parlamentar afirma que é essencial substituição do ministro por uma pessoa que entenda de políticas ambientais.

Assessoria

O senador Confúcio Moura (MDB) disse nesta sexta-feira (23) que a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante encontro da cúpula virtual sobre o clima, promovido pelo governo norte-americano, em que reuniu presidentes das maiores potências do mundo, foi uma fala de aproximação, de demonstração de boa vontade, mas, segundo o parlamentar, fala é fala, e fala não significa nada.

O senador enfatizou que é preciso e necessário que o Brasil faça o dever de casa, e o primeiro gesto seria a exoneração imediata do ministro do Meio Ambiente. Para Confúcio Moura, Ricardo Salles é uma pessoa que não demonstra confiança para ninguém. “O mais importante são as práticas, o dia a dia, a vivência. E o que nós temos visto no Brasil, nesse período, é desmonte das estruturas, das entidades fiscalizatórias, tanto do Ibama, como do ICMbio”, asseverou.

De acordo com o parlamentar, Ricardo Salles tem feito vistas grossas para a questão madeireira, para o desmatamento e para outros fatores negativos. “Então é essencial a sua substituição por algum outro técnico, ou por uma pessoa que entenda de políticas ambientais e que possa estabelecer um relacionamento com o mundo de maneira confiável, de boa vontade, que as suas práticas sejam realmente evidenciadas”, disse.

Para Confúcio Moura, não soa bem o Brasil ter de pedir dinheiro para a Amazônia. Antes, precisa mostrar o que o país está fazendo. “Então, a primeira coisa é a demonstração de fazer o dever de casa para depois buscar, justamente, os recursos necessários para os investimentos dentro de projetos claros, que possam demonstrar que o Brasil mudou”, concluiu.

Deixe um comentário

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print